quarta-feira, 5 de julho de 2017

Bolo com Buttercream Merengado de Chocolate

Welcome!!!!

Sim sim, estou de volta ao fim de quase 3 semanas sem dar noticias. 
Motivo: o melhor do mundo, férias!!! 

Uma vez por ano, aqui em casa, fazemos as malas e rumamos a um destino deliciosamente escolhido para gozar o tão merecido descanso após meses ininterruptos de trabalho intenso. Não considero que cozinhar seja um "trabalho", mas quando estou de férias não há espaço para pratos e panelas, apenas espaço para experimentar as maravilhas culinárias do destino escolhido.

Contudo, antes de ir de férias, fiz a última receita que hoje vos deixo: um bolo de chocolate perfeito (não há mesmo como falhar)  com uma quantidade quase que atómica de chocolate, feito para comemorar o aniversário da melhor mãe do mundo, a minha, que chegou às suas 53 Primaveras.

Porque é simples de fazer?! Apenas precisas de uma misturadora e uma batedeira para o fazeres. Aviso que fica uma verdadeira bomba de chocolate, deliciosa, acompanhada pelo café ( ou taça de champagnhe)!!


Para a massa:
* 1/ 2 chávena de açúcar amarelo
* 1 chávena e meia de farinha para bolos
* 1 chávena de cacau em pó, amargo
* 1 colher de chá e meia de fermento em pó
* 1 colher de chá de bicarbonato de sódio
* 1 chávena de manteiga, amolecida, aos cubos
* 4 ovos classe L (ou 5 classe M)
* 1 iogurte grego natural
* 2 colheres de chá de extracto de baunilha

Para fazeres a massa para o bolo começa por pré aquecer o forno a 180º e preparar duas formas redondas para a massa (barras com manteiga e polvilhas com chocolate em pó).

Numa peneira, colocas a farinha, o chocolate em pó, o fermento e o bicarbonato de sódio e peneiras para uma taça na qual já tens o açúcar. Adicionas os cubos de manteiga e a velocidade baixa bates com a batedeira até a mistura dos secos ficar parecida com areia.
Acrescentas os ovos, um a um, batendo e raspando as laterais entre cada adição.


Quando os ovos estiverem todos incorporados está na hora do iogurte grego: bate a velocidade média entre 60 a 90 segundos.
Divide o preparado pelas duas formas e leva ao forno entre 30 a 40 minutos (faz o teste do palito).




Como vês, o bolo é super fácil de fazer!!! 




Contudo, o que verdadeiramente te vai deixar sem palavras é o merengue de chocolate que irás fazer para o rechear e cobrir. Aviso já que até eu, que não sou apreciadora de chocolate, fiquei maravilhada com o sabor, espessura e leveza com que este recheio combina tão bem com o bolo. Melhor nem falar da minha Mãe, que simplesmente delirou com tudo, mesmo quando viu que o bolo estava torto.

Merengue Suiço (prepara-te para sujar loiça):
* 6 claras
* 1 chávena e meia de açúcar amarelo
* 2 chávenas de manteiga, sem sal, amolecida
* 285 g de chocolate culinário, derretido e arrefecido
* 2 colheres de sopa e meia de água
* 1 colher de sopa de extracto de baunilha
* 1/4 de colher de chá de sal fino


Panela com água a ferver e uma taça na qual possas "cozer" os teus ingredientes em banho maria.
Nessa taça, colocas as claras juntamente com o açúcar e deixas cozinhar lentamente, mexendo esporadicamente até que a mistura fique esbranquiçada e pouco pegajosa (não podes sentir os grãos do açúcar).
Retira do calor, coloca numa taça mistura e bate a média velocidade até ficar firme, fofa e fria.
Acrescenta, sem desligar a batedeira, a manteiga, colher a colher. Sempre que a mistura parecer coalhada, bate a grande velocidade até ficar suave novamente. Quando a mistura ficar cremosa (escorrer da colher), leva ao frigorífico por 10 a 20 minutos.
Enquanto o preparado arrefece, derrete o chocolate em banho maria, mexendo, para fique suave.
Retire o preparado de manteiga do frigorífico, bate novamente até que fique fofa e acrescenta o chocolate derretido. Acrescenta a água, o cacau em pó, o extracto de baunilha e sal fino ao creme de manteiga e mexe até que fique tudo incorporado.
Novamente ao frigorífico por 1 a 2 horas.

Agora a parte final!!!
Barra uma das metades com o creme de chocolate e coloca a outra por cima. Cobre o restante bolo com o creme de manteiga. 


Se tiveres um saco de pasteleiro, usa para decorar o bolo a gosto e sempre que o buttercream de chocolate estiver a ficar menos espesso, leva novamente ao frigorífico para solidificar.




Desculpem a demora, mas prometo que valeu a pena!!!
Ni









sábado, 10 de junho de 2017

Palmiers com Pasta de Azeitona & Queijo Creme

Good morning sunshine!!!!

Adoro quando os dias começam a ficar mais compridos e consegues chegar a casa com o por do sol. Não sou propriamente uma pessoa de Verão. Apesar de ter nascido no dia do solisticio de Verão, a minha estação favorita é o Inverno, com a chuva a bater na janela. Mas, como qualquer pessoa, desejo que o tempo aqueça para dar mergulhos, passear à beira mar ao final do dia e ter tempo para ir passear os meus cães.

Eu associo o Verão às férias, aos arraias e Santos Populares, mas sobretudo à imensa possibilidade de pegares no carro de manhã, prepares um cestinho bem recheado de coisas boas e ires rumo a uma localidade qualquer deste nosso Portugal passar o dia. É mesmo isso, adoro pic nics e se puder fazer um todas as semanas, não me importo de passar o dia a cozinhar.

Declaro  aberta a época oficial dos pic nics!!! E para o primeiro pic nic do ano, escolhi do blog  Flor de Rosmaninho, da Elsa Gouveia,  o "vencedor" deste mês do Cantinho das Cozinhas, uns Palmiers de Azeitona & Queijo Parmesão.
A minha escolha prendeu-se com pequenos pormenores: o primeiro, são rápidos; segundo, excelentes para levar para um pic nic, e porque me permitiram de imediato adaptar.

Precisas:
* 2 bases de massa folhada quadradas
* 300 g de azeitonas pretas descaroçadas
* 3 colheres de sopa de queijo  (ela sugere parmesão) 
* 2  dentes de alho
* oregãos q.b.
* azeite q.b.
* cebolinho q.b.
* sal & pimenta q.b.



Porque troquei o parmesão? Já vão descobrir

Como fazer?! 
Colocas as azeitonas no teu picador/ processador de alimentos, juntamente com 1 dente de alho. Picas tudo e temperas com um fio de azeite, sal, pimenta e oregãos a gosto. Voltas a ligar o processador e assim que formar uma pasta acinzentada, vertes o preparado para uma taça.


Já na taça. acrescentas ao preparado de azeitonas, o queijo creme e envolves bem.

Atenção ao alho! Se colocares de mais, ficará demasiado picante.

Depois estendes a base de massa folhada e barras com a pasta de azeitona e queijo creme.



Enrolas de um lado até meio e depois do outro lado. Leva ao frigorífico por 20 minutos.

Cortas em tranches com cerca de 1 cm de espessura e dispões num tabuleiro,

Leva ao forno, pré aquecido a 170º durante 20 minutos.




Retira, polvilha com cebolinho e tenta resistir a esta maravilhosa tentação...



Quentes ou frios, sabem tão bem!!!

Bom fim de semana e muitos pic nics...

Ni

quinta-feira, 8 de junho de 2017

Bacalhau à Brás Ligth

Quando o tempo começa a aquecer, as pessoas preocupam-se logo com a "linha". Felizmente a cultura do corpo está a mudar e mulheres com formas mais voluptuosas (como é o meu caso), passam a ser vistas como modelos a seguir, atraentes aos olhos de quem as vê. Contudo, mesmo assim, a rádio e a televisão continuam a encher-nos de imagens de padrões de beleza distorcidos, em que nós comuns mortais nem sempre conseguimos alcançar.

Um bocadinho (tipo, bastante, muito) cansada destes tipicos padrões de beleza, resolvi fazer um esforço quase que titãnico para me aceitar exactamente como sou. Não sou nenhuma Cláudia Schiffer, mas sou uma Kim Kardashian bem fofinha, de bem como o seu corpo, que pratica exercício regularmente e considera imensamente importante conseguir comer de forma saudável durante a maior parte do tempo.

E nisto de comer de forma saudável, as batatas (que nunca foram muito apreciadas pela minha pessoa) têm vindo a ser substituídas, pelo que um típico prato português teve que sofrer as suas nuances para corresponder aos meus "padrões" alimentares.

Aqui vos deixo o meu Bacalhau à Brás Ligth

Precisas:
* 300 g de bacalhau desfiado (seco ou demolhado)
* 1 courgete grande
* 1 cenoura
* 1 cebola grande
* 1 dente de alho
* 1 colher de café de açafrão
* cominhos q.b.
* 2 a 3 ovos
* azeite q.b.
* salsa q.b.
* sal & pimenta

Truque:
Tenho por hábito comprar aquelas cuvetes de bacalhau seco, por demolhar, já às lascas. Antes de cozinhar, colocas a demolhar de manhã antes de sair de casa e à noite está pronto a ser cozinhado.

Começa por colocar os ovos a cozer.

Numa wok, colocas um fio de azeite e adicionas a cebola cortada em luas, juntamente com o alho picado e deixas refogar. Quando estiverem dourados, acrescentas o bacalhau desfiado, devidamente demolhado, a cenoura raspada e temperas com os cominhos, açafrão e pimenta. Vai envolvendo.

Enquanto isso, sem retirar a casca, corta a courgete em palitos e passa por um coador, para retirares a água em excesso. 
Já com o bacalhau cozido, adicionas a courgete, envolves e deixas refogar por 5 minutos (mais do que isso vai desfazer a courgete).

Vertes o preparado num tabuleiro e leva ao forno, pré aquecido a 180 º, com os ovos dispostos por cima e polvilhados com salsa, durante 10 a 15 minutos.



E voilá, tens uma bela refeição, saudável, saborosa e que nada deixa a desejar ao típico prato português.



Dica: podes trocar  a courgete por batata doce cozida!

Ni




terça-feira, 6 de junho de 2017

Um Petisco: Cogumelos Portobello Recheados

Ora ora, eu sou muito de viajar. Penso mais em viajar, em conhecer cidades e culturas diferentes do que propriamente as coisas consideradas "típicas" e "normais" para as mulheres da minha idade (entenda-se casar, assentar, filhos, casa).

Por ser assim, resolvi partilhar convosco uma das minhas aventuras com a minha metade e o "retirar" de mais uma cidade da nossa Trip Wish List: Salamanca!!! E porquê?? Pelo motivo mais simples que possam pensar: foi a primeira cidade espanhola na qual comi boa comida, bem confeccionada e fiquei maravilhada com todos os sabores que tocaram o meu paladar.


E no meio dos belos petiscos que provei nos três dias em que corri as ruas desta pequena cidade, acabei por adaptar uma das tapas que provei no Conchicillo a alguns dos nossos mais tradicionais e maravilhosos petiscos: a alheira de Mirandela.



O que precisas? (seis pessoas):
* 2 alheiras de caça (de Mirandela, certificadas de preferência)
* 200 g de esparregado (já preparado)
* 6 cogumelos Portobello (grandinhos)
* 1 cebola média
* 2 dentes de alho
* salsa q,b,
* azeite
* sal & pimenta
* mozzarela

Pré aquece o forno a 200 º .

Lava os cogumelos e retira os pés. Com ajuda do picador, pica os pés, a cebola e os dentes de alhos. Coloca tudo na wok com um fio de azeite e deixa alourar.
Retira a pele das alheiras, corta em cubos e mistura com o preparado anterior. Vai mexendo para não colar e ao fim de 10 minutos, verte o esparregado. Mistura suavemente e tempera com sal, pimenta e salsa.


Tempera os cogumelos com sal e pimenta e dispõe com a parte curva para baixo. Recheia com o preparado anterior (sejam generosos, nada de esmifras), polvilha com queijo mozarrela e leva ao forno por 10 a 15 minutos, para gratinar.

Serve quentes, como entrada! Ficam maravilhosos!!!



Nhamiiiiiiiii!!!!!


Ni





sexta-feira, 2 de junho de 2017

Lombelo com Molho Cubano

Em cada post que faço coloco um bocadinho de mim, um bocadinho de ti, um bocadinho de nós. A esta hora já se devem saber que o meu gosto pela culinária vem da minha avó Amélia, que tenho uma irmã que adora brócolos, um "marido" que adora a minha comida, que corro para me manter em forma, que não tenho filhos e sim dois cães.
Estas são algumas coisas que sabem de mim e hoje decidi partilhar convosco mais uma das minhas "coisas": eu adoro viajar!


Ora, o ano 2015 foi o ano dos casamentos daquelas pessoas "especiais" e, por muito que tivesse aquele "sonho" de eu e ele numa praia com o nosso Ted, a nossa decisão foi não casar, com uma condição: tínhamos que ter uma Lua de Mel!!!

Mapa mundo, fechar os olhos e escolher?! Foi mais ou menos assim...Destino: Cuba!!! Porquê? Aquela ideia de entrar num país que ainda hoje vive numa ditadura, onde as pessoas idolatram o seu líder e acima de tudo, conhecer uma cultura e pessoas diferentes, que têm tanto para te ensinar e outro tanto para viver.



E o porquê desta pequena introdução?! Porque o prato que vos deixo hoje tem as suas origens em Cuba, partilhado pelo nosso guia turístico nas suas longas divagações sobre a vida e gastronomia cubana, na qual me apercebi que os cominhos são o rei de todos os temperos.

Precisas:
* 1 lombelo de porco (500 g)
* Raspa de meia laranja
* sumo de uma laranja
* pimenta q.b.
* sal q.b.
* 4 colheres de chá de coentros
* 4 a 6 colheres de sopa de azeite
* 1/2 colher de açúcar amarelo
* 4 dentes de alho
* 1 colher de sopa de oregãos
* 2 colheres de sopa de cominhos
*  folhas de menta

Começa por temperar o lombelo inteiro com sal e pimenta. Reserva

Numa taça. mistura os oregãos, cominhos, coentros, alho picado, azeite, o sumo e a raspa da laranja. Mexe e acrescenta o açúcar amarelo e as folhas de menta. Verte sobre a carne e deixa marinar 30 a 40 minutos.


De seguida, dispõe o lombelo inteiro sobre um tabuleiro de ir ao forno. Pré aquece a 180º, baixa a temperatura para os 150º e deixa assar lentamente durante 80 a 90 minutos. Retira, fatia e dispõe novamente no tabuleiro e leva ao forno por mais 20 minutos para dourar.



Ficas com um aroma adocicado pela cozinha e o paladar parece sentir sabores não antes experimentados.
Acompanha com uma salada e arroz branco.



PS: este molho cubado também pode ser usado para grelhados na brasa, que ficam verdadeiramente divinais e sabem bem nesta altura do Verão em que não nos apetece usar o forno. Experimentem.




Já agora, bom fim de semana com muita comidinha boa!!!!

Ni

quarta-feira, 31 de maio de 2017

Cheesecake de Morangos com Brownie de Chocolate

Já vos falei da minha paixão pelos doces?! 
É assim, eu adoro saborear uma bela sobremesa. 
Gosto de, no final daquelas refeições especiais, mais prolongadas, saborear uma bela sobremesa, acompanha por um café curto, sem açúcar, que completará de forma perfeita a mais maravilhosa refeição.
Não, não sou viciada em açúcar. Aliás, considero que a maioria dos bolos/ semifrios/ compotas/ gelados contêm uma quantidade astronómica de açúcar que não considero de todo necessário. Contudo, sabe-me bem, de vez em quando, dar uma trinca num doce. 

O grande problema aqui é que agora eu arrisco sempre e não há um fim de semana em que não saia uma sobremesa ou bolo lá em casa para fazer as delicias daqueles com partilho a minha vida. Como foi almoço de Domingo na casa dos pais, merecia sem sombra dúvida uma sobremesa especial.

Pensei e decidi aliar os "sabores" que as pessoas lá de casa gostam: o chocolate, perdição da mãe, o cheese, paixão do pai, e os morangos, amor da mana!

Resultado, Cheesecake de Morangos com Brownie de Chocolate & Molho de Framboesas!

Oh sim, a combinação de sabores fabulástica  fez juz ao imenso tempo que "perdi" eu preparar esta maravilha culinária!!



Precisas para o Brownie de Chocolate (medida é uma chávena de pequeno almoço de 200 ml)
* 3/4 de chávena  de óleo de girassol
* 3/4 de chávena de açúcar amarelo
* 1 colher de sopa e meia de extracto de baunilha
* 3/4 de chávena de farinha
* 1/3 de chávena + 2 colheres de sopa de chocolate em pó, amargo
* 1 colher de chá de fermento

Começa por untar uma forma redonda, com laterais amoveis, com manteiga e chocolate em pó e reserva.
Mistura a farinha, o fermento e o chocolate em pó e peneira.
Numa taça, junta o açúcar, o óleo,  extracto de baunilha e os ovos e bate até que formem uma mistura homogénea.
Depois, acrescenta a mistura das farinhas lentamente até que forme uma massa.


Verte sobre a forma, alisa e leva ao forno previamente aquecido a 175º durante 35 minutos.



Retira e deixa arrefecer na totalidade!




Depois, vamos fazer o Cheesecake!
*  560 g de queijo creme tipo Philadelphia
* 1 chávena de açúcar de confiteiro
*  3 colheres de sopa de extracto de baunilha
* 200 ml de natas para bater (aconselho Agros)
* 2 colheres de sopa de açúcar 

Bate o queijo creme com o açúcar e mistura o extracto de baunilha até formar um creme suave.
Em outra taça, bate as natas com as duas colheres de açúcar até ganharem forma.
Com ajuda de uma vara de arames, mistura as natas com o queijo e reserva no frigorífico.



Agora, vamos à parte "melhor".

Primeiro, o brownie tem que estar mesmo, mesmo frio. Desenforma e volta a colocar novamente na forma (depois é mais fácil para cortar).
Verte o preparado do creme, alisa com ajuda de uma espátula e leva ao frigorífico no mínimo 6 horas.



Umas horas antes de servir, coloca 250 g de framboesas numa panela e leva a ferver com 1 colher de sopa de açúcar. Fatia os morangos, dispões sobre o cheesecake e na altura de desenformar, verte o preparado das framboesas.



Serve fresquíssimo!


Saboreia cada fatia como se fosse a última desta verdadeira tentação!



Da vossa 

Ni




sábado, 27 de maio de 2017

Lombos de Pescada ao Vapor com Molho de Camarão

Eu adoro, mas adoroooooo peixe!!! 

Cresci entre as praias de água cristalina e areia branca de Moçambique, nas quais via os barcos ao longe com pescadores e as suas redes à procura do melhor peixe. Se esperasse pelo final do dia, naquele momento em que sol parece tocar na água lá no infinito, lá vinham aqueles homens e meninos a subir pela areia, com peixes de todos os tamanhos, formas e feitios, ainda a respirar, presos uma fina linha e anzol, às costas.
Encontrava desde garoupa a raia, de lagostas a lagostins, prontos para sairem daquele mar e irem directos para a tua mesa de jantar. 

Hoje em dia as coisas já não são assim! Já não vejo os pescadores a sair do mar com o peixe acabadinho de apanhar e a maior parte das vezes já não encontras peixe de mar na maioria dos hiper ou mercados aos quais vais. Mesmo assim, continuo a relembrar com saudades estes meus tempos de menina, com a pele morena do sol,a correr por aquele mercado feito de canas de açúcar, onde tudo parecia tão feliz.

Hoje, compro no mercado, escolho e selecciono de acordo com os meus gostos e da minha metade. Opto às vezes pelos ultracongelados, por já virem sem espinhas, e facilitarem o processo de cozinhar em 20 minutos.
 E hoje, a receita que vos deixo é de Lombos de Pescada ao Vapor, acompanhados com molho de camarão.

Ingredientes:
* 1 embalagem de lombos de pescada (seis lombos, sem espinhas, sem pele)
* coentros
* sal & pimenta
* 12 camarões
* 1 cebola média
* 1 colher de chá de pimentão doce
* 1 colher de sopa de polpa de tomate
* 2 colheres de sopa de queijo creme (tipo philadelphia)
* azeite q.b.
* 1 colher de café de alho em pó
* salsa q.b.
* 50 a 75 ml de cerveja

Começa por temperar os lombos de pescada com sal, pimenta e coentros a gosto enquanto a água ferve. Depois, coloca o teu adaptador para cozinhar a vapor, cerca de 20 minutos e ficam prontos.


Enquanto isso, numa frigideira colocas um fio de azeite, a cebola cortada em luas e o alho em pó. Deixas alourar ligeiramente e acrescentas o camarão (eu coloquei descascado), vertes a cerveja e acrescentas o pimentão doce, a polpa de tomate e temperas com sal e pimenta e gosto. Deixas cozer por 5 a 7 minutos. Quando levantar fervura, colocas o queijo creme e mexes até ele se misturar com o  molho. Mais uma vez, deixas levantar fervura e prontissímo!!!



Dispõe os medalhões de pescada sobre um tabuleiro  e coloca os camarões com o respectivo molho por cima, polvilhado com salsa fresca!

Eu aproveitei o cozinhar a vapor para cozer umas batatas e acompanhei com uma salada de rúcula e tomate cherry!

Jantar de fim de semana mesmo a meio da semana, pronto em 25 minutos!


Comer!!! Uma das melhores actividades do mundo

Ni



quinta-feira, 25 de maio de 2017

Cavacas de Margaride

Hello,

Eu sei que a Páscoa já passou, mas para mim todos os dias são dias de cavacas. Aquele docinho branco, amarelo, achatado, coberto com glacê de açucar vendido nas feiras e festas populares sempre despertou em mim o meu gosto pela gulodice. 
Não sou aquela mulher que come um doce apenas porque sim. Para mim, qualquer doce deve ser apreciado, namorado e saboreado. Deve ser comido apenas quando há vontade e naquele momento em que sabemos que vai ser devidamente apreciado.
Ora eu, Ni, gosto de cavacas das festas no chá com os amigos ou nos pic nics. Para mim, é aquele bolo meio bolacha, fofo e fresco, que se desfaz em contacto com a boca e que torna o fim de uma refeição perfeita. 
Precisa apetecer para comer, mas quando os vejo não me mostro capaz de lhes resistir. Por isso mesmo, resolvi esta Páscoa presentear-me (e aos meus mais que tudo) com este doce feito em casa. Admito que valeu a pena o trabalho, a loiça suja e a espera para os saborear, pois a partir de agora não há mais cavacas de compra cá em casa.

Adaptei a receita do site Doces Regionais, pelo que acredito que existem inúmeras receitas e formas de as confeccionar.

Aqui fica a minha receita:
* 175 g de farinha de trigo (usei para bolos)
* 100 g de açucar amarelo (receita original diz 200 g)
* 3 ovos inteiros
* 4 gemas (usa as claras para fazer suspiros)
* raspa de 1/2 limão
* 1/2 colher de café de canela

Começa por colocar na tua misturadora os ovos inteiros, gemas e o açúcar. Mãos à obra e bate a velocidade média cerca de 20 minutos.




A tua mistura deve ser esbranquiçada, fofo e sobretudo ter duplicado o tamanho.
Acrescenta a canela, raspa de limão e a farinha (peneirada), misturando tudo com ajuda de uma vara de arames.


Com ajuda de uma concha, verte pequenas quantidades de massa num tabuleiro forrado com papel vegetal.


Leva ao forno pré aquecido a 180º por 10 minutos.
Retira e deixa arrefecer.



Enquanto arrefecem, prepara o glacê:
* 1 clara
* 150 g de açúcar de confiteiro
* 1 colher de chá de sumo de limão

Começa por bater a clara e vai acrescentado o açucar pouco a pouco. Adiciona o sumo de limão.

Com ajuda de uma colher, coloca parte do glacê no centro do cavaca e espalha, formando movimento circulares.


Deixa secar e depois...come!!! Ficam tão boas!!!!



Para mim é sempre dia de comer Cavacas!!!

Ni

quarta-feira, 24 de maio de 2017

Almôndegas da Mary

Faço parte de um grupo no Facebook com o nome "Cantinho das Cozinheiras". Faz coisas engraçadas e permite que inúmeras cozinheiras amadoras (ou não), troquem ideias, partilhem pratos e aventuras. Foi com este grupo que me apercebi que existem mulheres (e talvez alguns homens) que mantêm os seus blogs culinários à anos. Uns com mais, outros com menos sucesso. Sei que um dos meus favoritos, Cinco Quartos de Laranja, participa mensalmente nos desafios propostos e acho bonito a forma como as pessoas se entregam aos seus feitos culinários.

Obviamente que existem tantos ou mais blogs culinários como este. Uns que ainda estão numa fase exploratória, outros que já alcançaram um patamar tal que já não são os próprios bloggers a escrever as suas aventuras. Mas, o que torna o meu especial é que realmente, sou eu que escrevo, sou eu que cozinho e não tenho nenhuma fotógrafa profissional a melhorar as minhas fotos ou as minhas publicações.

Por adorar cozinheiras amadoras (nas quais me incluo), participei no desafio de confeccionar uma das receitas do blog O Meu Refúgio Culinário: Almôndegas à Minha Moda, que eu rebaptizei como homenagem à sua autora de Almôndegas da Mary!!!

Admito desde já que não segui a receita à risca, mas aqui fica!

Precisas:
* 2 bifes de peru grandes (cerca de 300 g)
*75 g de paio finissimo (original diz paio)
* 75 g de fiambre de peru em forno a lenha (original diz chourição)
* 200 g de queijo cheddar (original diz 4 queijos)
* sal & pimenta q.b.
* 1 ovo
* 1 colher de café de alho em pó
* salsa q.b.
* 1/2 cebola

Relativamente a receita original acrescentei a cebola e retirei o pão ralado.

Como fazer? Ou compras a carne picada ou picas em casa: eu usei o meu Tupperware Ralador Master , no qual coloquei a carne, seguido das fatias de paio e fiambre.

À carne picada, acrescentei sal, pimenta, alho em pó, a salsa e cebola picada, ralando o queijo cheddar por cima. Depois, mãos à obra a misturar todos os ingredientes.


Bate um ovo e por fim acrescenta ao preparado de carne, voltando a mexer.

Forma pequenas bolas com as mãos (4 cm) e coloca num tabuleiro untado com azeite.



Leva ao forno pré aquecido a 200 º entre 25 a 35 minutos (também podes fritar, se quiseres).



Serve quentinhas, acompanhadas por uma salada de pepino com molho de iogurte!!!


Devo dizer que ficaram deliciosas e sabem mesmo bem nestes dias mais quentes, acompanhadinhas com uma bela salada!!

Bom apetite!
Ni