sexta-feira, 5 de janeiro de 2018

Natal a quanto obrigas: Uma Espécie de Bolo Rei

Todos os anos na época do Natal eu, Ni, deparo-me com o mesmo problema: como comer bolo rei sem que as pessoas olhem para mim de forma estranha?! Passo a explicar.
Detesto, abomino, frutas cristalizadas. Acho que aquilo é tudo menos fruta, sendo que os Bolos Reis estão literalmente inundados desta "espécie". Então, sempre que vou comer uma fatia, literalmente, desfaço o bolo em pequenos pedaços, retiro esta "espécie" de nociva e como apenas as partes com frutos secos.

Então perguntam-se, porque não compras Bolo Rainha que é só de frutos secos?! Porque, além de achar que a massa é diferente, este bolo tem imensas nozes e, infelizmente, este fantástico fruto oleaginoso coloca-me em choque anafilático.

Então, resolução de 2017 na cozinha? Confeccionar uma espécie de Bolo de Rei que se adeqúe a mim.

Como fiz?! Aqui vai...

Para a massa:
* 750 g de farinha Branca de Neve

* 100 g de açúcar
* 120 g de manteiga amolecida
* 40 g fermento de padeiro
* 200 ml de água morna
* 1 pitada de sal
* 4 ovos classe M (ou 3 classe L)
* raspas de 1 laranja (guarda a laranja

Como rechear:
* 400 g de frutos secos: avelãs, amendoas, cajus, amendoins, pinhões (e claro, nozes para quem puder)
* 50 g de arandos secos/ sultadas
* 50 g a 75 g de figos secos
* 5 colheres de sopa de vinho do porto
* laranja laminada
* açúcar de confiteiro

Primeiro, mistura o fermento com a água morna e reserva.

Segundo, pica os frutos secos e "tempera" com o vinho do Porto. Deixa repousar esta mistura enquanto vais "por as mãos na massa".

Numa taça grande, coloca a farinha e faz um buraco no centro. Aqui deitas o açúcar, a raspa de laranja, os ovos, o sal e manteiga amolecida. Com ajuda de uma espátula, misturas e por fim, vertes a mistura com o fermento de padeiro. Vais formar uma espécie de bolo, pegajosa.



Numa bancada, polvilhas com farinha, vertes a massa e prepara-te para amassar até que deixe de ficar pegajosa. Vai polvilhando com farinha para ser mais fácil trabalhar a massa.
Quando a massa deixar de rolar, forma uma bola e com a ajuda de um rolo, estende a massa.
Com a massa estendida, verte a mistura de frutos secos e coloca as sultanas, arandos e figos a gosto sobre a massa. Fecha a massa e volta a amassar para distribuires os frutos pela massa.



Por fim, forma novamente uma bola, coloca numa taça, cobre com um pano seco e deixa repousar durante, minimo aceitável, 4 horas (ela vai duplicar de tamanho).

Por fim, está na hora de retirares, amassares, mais um pouco e fazer um buraco no meio. Decoras com frutos secos, como figos, e eu coloquei laranja aos gomos, sem casca. Pincela com ovo e voilá, segue para o forno.

Forno pré aquecido a 180º durante 40 minutos e...delicia-te com o resultado final!


Nhamiiii!!!

Ni...

Back to the kitchen: Lombo Recheado

Olá olá!!! Muito zangados desse lado?? Desde já, peço as minhas mais sinceras desculpas, mas além de serem meses de intenso trabalho, a verdade é que o meu instrumento de trabalho deste blog, entenda-se telemóvel, sofreu um acidente fatal e morreu afogado, deixando inúmeras fotos sem recuperação possível e nas quais se encontravam as últimas tentações experimentadas e inventadas em casa.

Contudo, apesar de ausente em termos de escrita, a página no Facebook e o Instragram tem vindo a ser inundado com fotografias do mais maravilhosos pitéus que têm vindo a ser confeccionados lá por casa. Começando pelas sobremesas, que se têm apresentado como a minha maior predição, continuando para os pratos principais em a palavra de ordem é experimentar, a verdade é que cozinhar continua a ser aquilo que me dá um prazer imenso e me transporta para um mundo no qual eu sou "Rainha".

Regressando em "grande" a este blog, a primeira receita do return será o meu lombo de porco recheado, com molho de citrinos, que fica aquela verdadeira delicia, depois, acho que me vou perder nos próximos dias nas receitas desta época natalícia, que já começaram com uma aletria e vão passar este fim de semana para a confecção de umas bolachas e, quiça, bombons!!!

Então, preparados?!
Aqui fica a receita de lombo recheado, uma boa aposta para o segundo prato do dia de Natal

Para 4 pessoas:
* 1,5 kg de lombo de porco, sem osso, pouca gordura
* 200 g de esparregado
* 200 g de bacon
* 4 cogumelos shitake
* 1 cebola pequena
* azeite q.b.
* 1 laranja: raspa + sumo
* 1 colher de sopa açúcar amarelo
* 4 dentes de alho
* 2 colheres de chá de cominhos
* 2 colheres de chá de cebolinho
* 2 colheres de chá de oregãos
*1 colher de chá de coentros
* sal & pimenta q.b.

Começa por cortar a carne (ou pedes no talho para abrir para rechear) como se fosse um pão, de forma a ficar como um filet que te permite rechear e enrolar.
Tempera com sal e pimenta a gosto e reserva.

Numa wok, aquece 1 colher de azeite com a cebola picada, acrescentando o bacon e os cogumelos shitake em cubos pequenos. Deixa refogar e quando prontos, reserva.

Raspa a casca de uma laranja e espreme o sumo. Verte tudo numa taça, à qual acrescentas entre 4 a 6 colheres de azeite, 1 colher de sopa de açúcar amarelo, os 4 dentes de alho finamente picados, juntamente com os cominhos, cebolinho, oregãos e coentros. Mistura bem e reserva.



Já com o lombo pronto, barra com o esparregado a parte interior, colocando depois um pouco da mistura de cogumelos e bacon. Depois, com cuidado, enrolas devagar e prendes a extremidade com um palito (para ser mais fácil rechear e cozinhar, podes cortar o lombo na horizontal pedaços do tamanho de uma mão).

Barra o fundo de um tabuleiro azeite, dispõe o lombo já recheado e pincela com o molho. O restante, verte sobre a carne e leva ao forno, pré aquecido a 200 º durante 1h 30 minutos.

De vez em quando, abre, com ajuda de uma colher molha a carne e volta a fechar.

Para acompanhar (e aproveitares o uso do forno), faz umas batatas com alho e cebolinho: lava bem, sem retirar a casca corta em quatro gomos. Limpa bem a água e tempera com sal, alho em pó e cebolinho. Rega com azeite (pouco) e envolve tudo com ajuda de um "salazar". Coloca no tabuleiro mais baixo e acompanha com o assar do lombo.

Quando estiver dourado, retira, fatia com cuidado, dispõe num prato e rega com um pouco de molho.



Acompanha com as batatas e salada!!!

Bom apetite!!!

Ni

quinta-feira, 12 de outubro de 2017

Bolo de Maçã & Pêra

Bem-vindo Outono!!! Era suposto a esta hora estar frio, já com alguns chuviscos e começar a dar-me aquela vontade boa de ficar enrolada no sofá com a minha pessoa!!! Ora, aqui neste nosso "belo e maravilhoso" Portugal (palavras da sobrinha) continua a fazer um calor que só dá vontade de pegar na toalha de praia, bikini e ir dar um mergulho nas águas gélidas do norte.

Contudo, apesar do calor, já se nota que é Outono e eu, particularmente euzinha, adoro esta estação do ano, em que tudo fica em tons castanhos e dourados, em que as árvores abandonam o verdejante e ficam despidas, a aguardar a primavera para florescerem. Também adoro esta estação pelas coisas que nela surgem, como as pêras, maçãs maduras, as abóboras e as castanhas, que começam a invadir a minha cozinha e a colocar a minha imaginação em combustão!!!

Com uma imaginação como esta, se acrescentares maçãs e pêras madurissimas da quinta dos pais, o que fazes?? Assas no forno ou cozes, que é mais rápido e sujas pouca loiça, só que eu gosto de complicar.

Na estreia das minhas mini forminhas, aqui vos deixo a minha receita de Bolo de Maçã & Pêra
* 4 ovos inteiros
* 2 maçâs
* 2 pêras
* 2 chávenas de farinha
* 2/3 de chávena de açúcar (amarelo)
* 1 chávena de óleo de girassol/ coco
* 1 colher de sopa de canela
* 1 colher de sopa de fermento em pó

Primeiro, untar a forma com manteiga, polvilhar com farinha e pré aquecer o forno a 180º.
Segundo, numa taça, peneiras a farinha, juntamente com o fermento e a canela. Acrescentas posteriormente o açúcar e reserva.

Depois, se tiveres um liquidificador óptimo, caso contrário usa a varinha mágica: colocas as maçãs e pêras cortadas em cubos, os ovos inteiros e o óleo. Mistura tudo até formar um creme homogéneo.

Por fim, numa taça misturadora e com ajuda de uma vara de arames, acrescenta lentamente a farinha ao creme, até criar uma mistura fluída (não precisas de varinha). 



Coloca o preparado na forma e leva ao forno por 40 minutos (antes de tirar, faz o teste do palito).




Retira, deixa arrefecer, desenforma e...toca a morfar!



(Prometo que irei dedicar-me nos próximos tempos a fazer outras coisas que não doces, mas o facto é que os ingredientes que tenho disponíveis dão-me para isto).


Até breve...

Ni

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Cream Cheese Biscuits

Há mais de um ano que abdiquei de todas as bolachas, bolachinhas, biscoitos e biscoitinhos processados, ou seja, tudo que é bolacha vendida em pacotes nos hiper e supermercados não entram na minha "dieta" diária e em casa apenas tenho aquelas saquetas individuais para que o Tobias possa levar na sua lancheira para o trabalho (isto porque ele se recusa a levar bolachas homemade dentro de um tupperware por considerar e passo a citar, "pouco prático").

Apesar de ter deixado de comer estas delicias viciantes, a verdade é que eu também era demasiado esquisita para conseguir gostar ou comer qualquer coisa, pelo que abdicar delas não me foi assim tão difícil e apenas serviu para me aventurar na confecção caseira de bolachas que eu gostasse e me soubessem bem com um cházinho ou café da tarde.

Colocando em prática a minha imaginação, porque a vida é feita de ideias que te surgem enquanto dormes ou então quando sonhas acordada, este fim de semana fiz uns biscoitos para o chá, de sabor abaunilhado, que ficaram fluffys e verdadeiramente saborosos, adaptados para quem está de dieta e mesmo para os nossos queridos amigos celíacos.

Aqui ficam os ingredientes:
* 250 g de cream cheese (tipo philadelphia)
* 250 g de farinha (se gluten free, menos 50 g)
* 3 colheres de sopa de açúcar amarelo
* 1 colher e meia de sopa de extracto de baunilha

Numa taça bate o cream cheese com o açúcar e o extracto de baunilha. Lentamente, com ajuda de um salazar, vai acrescentando a farinha (previamente peneirada) até formar uma pasta espessa e homogénea. 


Depois, forma pequenas bolas com a mão e dispõe sobre um tabuleiro. Prensa ligeiramente com um garfo e leva ao forno por 30 a 40 minutos (até ficarem douradas).



Agora, estão prontas para servir...



Que me dizem?? Vai um café??


Bom apetite!
Ni



terça-feira, 26 de setembro de 2017

Muffins de Maçã & Canela

Eu adoro muffins!!! Acho que é um daqueles docinhos que podemos fazer sem pensar duas vezes, que sabe bem ao começar o dia, como sobremesa ou lanche. Como tinha muitas maçãs em casa e chegaram as primeiras chuvas (entro no modo "é quase Natal") aqui vos deixo uma receita de muffins leves, fofos, sem grande açúcar e que não têm como falhar.
Precisas
* 5 ovos
* 250 g de farinha
* 250 ml de iogurte natural
* 1 colher de chá de canela
* 2 maçãs cortadas em cubos
* 5 a 7 colheres de...azeite
* 75 g de açúcar

Já sabes que aqui se começa por pré aquecer o forno a 180º e preparar as formas para rechear.

Numa taça misturadora, colocas os ovos inteiros com o azeite e o açúcar. Bates com a vara de arames até formar uma pasta e lentamente, acrescentas a farinha peneirada e os iogurtes. Quando formar uma mistura homogénea, colocas a canela a gosto e claro, acrescentas a quantidade de maçã (eu piquei-a) que tanto gostas.
Distribui este preparado pelas formas e leva ao forno por 20 a 25 minutos.



Retira, deixa arrefecer e depois já sabes que é suposto apenas sobrarem as migalhas.



Espero encontrar-vos breve...quem sabe para uma receita...salgada!
Ni





terça-feira, 19 de setembro de 2017

Bolo de Café & Creme de Mascarpone

O meu pai faz anos!!!

O meu pai é um homem de face sisuda, que raramente se ri, mas quando o faz, é com toda a vontade do mundo. Não faz fretes a ninguém e nem sempre mede as palavras quando tem que se pronunciar sobre um determinado assunto. Nem sempre esteve presente, mas quando está faz questão de que dês conta que ele está ali para ti e nunca te abandonará. Não te nega nada, mas exige de ti uma dedicação quase que extrema à vida que desejas. Não é a pessoa mais perfeita do mundo, só que sem sombra de dúvida é a pessoa mais corajosa que eu conheci em todos os meus anos nesta terra, nunca desistindo mesmo quando o caminho parecia ser o mais sombrio possível.
Este é o meu pai..Hoje, amanhã e sempre será o meu pai!

Por ser uma pessoa tão "especial", merecia sem sombra de qualquer dúvida, que eu me dedicasse seriamente a descobrir e consequentemente confeccionar aquele que seria o bolo para comemorar as suas 58 primaveras. Apesar de tal como a minha mãe, adorar chocolate, pensei que se ela teve um bolo à sua altura, também ele merecia ser surpreendido com um que ressaltasse aquilo que ele é. Depois de muito procurar, lembrei-me que ele sempre adorou e apreciou um belo café, pelo que nada melhor que um bolo de café, receita originalmente retirada do Baking Ginger, blog de culinária americano cheio de doces, docinhos e "doções", em que só o aspecto da comida me faz salivar...

Precisas
* 3 chávenas e 1/2 de farinha para bolos
* 2 colheres de sopa e 1/2 de fermento
* 3/4 de colher de sopa de bicarbonato de sódio
* 1/2 chávena de óleo de girassol (coco)
* 1/2 chávena de açúcar amarelo
* 1/2 chávena de açúcar branco
* 2 ovos (inteiros)
* 1 clara
* 3 colheres de sopa de extracto de baunilha
* 1 chávena e 1/2 de leite
* 2 chávenas (das de café expresso) de café forte (pode ser directamente da máquina de café).

Por onde começas?! Parte fácil, ligar o forno a 180º, untar a forma (ou formas) com manteiga e farinha e reservar.

Continuamos com as tarefas fáceis: com ajuda de uma peneira, mistura todos os ingredientes secos, entenda-se a farinha, fermento em pó e bicarbonato de sódio.



Agora, começa a preparar a parte "difícil": numa taça misturadora coloca o óleo, o extracto de baunilha e a mistura dos açúcares. Bate até que se misturem.

Depois, acrescentas lentamente a farinha e o leite, mas não de uma vez: por cada adição de farinha, adicionas um pouco do leite, até que os dois ingredientes terminem e fique tudo bem misturado.
Quando a massa estiver homogénea, acrescentas os dois shots de café forte e misturas novamente.




Verte o preparado na forma (ou formas) e leva ao forno entre os 25 e os 35 minutos.



Eu fiz em apenas uma forma, pelo que demorou mais tempo a cozer, mas quando dividido em duas formas, coze mais depressa e fica igualmente saboroso, permitindo-te depois fazer um bolo por camadas.

O merengue da receita original levava uma quantidade mais que exorbitante de manteiga, que a meu ver tornam o bolo enjoativo, pelo que optei por fazer um creme de mascarpone
  • 200 ml de natas
  • 500 g de mascarpone
  • 1 chávena de café expresso
  • 1 a 2 colheres de em pó (uso Nescafé Creme)
  • açúcar de confiteiro a gosto

Bate as natas com açúcar, seguido do mascaporne. Mistura ambos e vai acrescentando café a gosto. Leva ao frio por 3 a 4 horas antes de rechear.

Por fim, recheia o bolo.
Parte em metades, coloca o creme de mascaporne no centro e cobre com a outra metade. Barra com uma generosa quantidade de creme e depois...cantar os parabéns e saborear.


Hoje, amanhã e sempre...

Ni

sexta-feira, 1 de setembro de 2017

Bolo de Maçã Rústico

Ontem foi um daqueles dias em que eu estava com uma "verdadeira aceleração nas ideias"!!! Fui capaz de sair do emprego, ir às compras, levar o Ted a passear, escolher o que fazer para jantar, lembrar-me que queria ir correr hoje e que deveria fazer um bolo para gastar as maçãs que a minha mãe havia oferecido. E no fim ainda consegui sentar-me a ver um filme no meu sofá!!! Uauuuu

Às vezes olho para as pessoas à minha volta, sempre cheias de pressa como senão houvesse amanhã e constantemente a queixarem-se da falta de tempo que têm para tudo e penso "eu devo ter algum problema de certeza" por não corresponder a estes níveis de stress e pressa que o mundo apresenta diariamente. Considero que a melhor forma de estares bem contigo e com o mundo é gerires o tempo que tens disponível, que nem sempre vai corresponder às tuas expectativas e que, por vezes, irá sofrer percalços, só que a partir do momento em que o tempo for teu refém e não o contrário, verás como a tua vida será mais harmoniosa.



Para a tornar ainda mais "cor de rosa" e partindo o meu livro de receitas da Joana Roque, aqui vai o bolo de Maçã Rústico, que não seguiu a receita original (menos açúcar please), mas que acredito que o resultado ficou bastante similar ao esperado.

Precisas:
* 4 maças supriegas (como as da fotografia)
* 6 ovos classe M
* 2 chávenas de farinha (peneirada)
* 1 colher de chá de canela
* 1/ 3 de chávena de óleo
* 1/2 limão
* 1/2 chávena de açúcar amarelo
* 1 colher de chá de fermento

Começas por descascar e descaroçar as maçãs. Corta em cubos, "tempera" com sumo de limão e canela. Reserva.

Numa batedeira, coloca os ovos inteiros, aos quais vais acrescentando lentamente o açúcar, a farinha e o óleo. Quando formar uma mistura homogénea, adicionas o fermento e bates mais 1 minuto.

Na forma, previamente untada com manteiga e farinha, vertes parte do preparado e recheias com maçãs. Cobres com o restante preparado e termina com uma bela porção de maçãs.



Forno, pré aquecido a 180º por 40 minutos. Retira e deixa arrefecer.

Fica assim, fofo e leve, com a tua cozinha já com um cheiro a Natal!


Bom apetite... Vemo-nos brevemente!


Ni