quarta-feira, 24 de maio de 2017

Almôndegas da Mary

Faço parte de um grupo no Facebook com o nome "Cantinho das Cozinheiras". Faz coisas engraçadas e permite que inúmeras cozinheiras amadoras (ou não), troquem ideias, partilhem pratos e aventuras. Foi com este grupo que me apercebi que existem mulheres (e talvez alguns homens) que mantêm os seus blogs culinários à anos. Uns com mais, outros com menos sucesso. Sei que um dos meus favoritos, Cinco Quartos de Laranja, participa mensalmente nos desafios propostos e acho bonito a forma como as pessoas se entregam aos seus feitos culinários.

Obviamente que existem tantos ou mais blogs culinários como este. Uns que ainda estão numa fase exploratória, outros que já alcançaram um patamar tal que já não são os próprios bloggers a escrever as suas aventuras. Mas, o que torna o meu especial é que realmente, sou eu que escrevo, sou eu que cozinho e não tenho nenhuma fotógrafa profissional a melhorar as minhas fotos ou as minhas publicações.

Por adorar cozinheiras amadoras (nas quais me incluo), participei no desafio de confeccionar uma das receitas do blog O Meu Refúgio Culinário: Almôndegas à Minha Moda, que eu rebaptizei como homenagem à sua autora de Almôndegas da Mary!!!

Admito desde já que não segui a receita à risca, mas aqui fica!

Precisas:
* 2 bifes de peru grandes (cerca de 300 g)
*75 g de paio finissimo (original diz paio)
* 75 g de fiambre de peru em forno a lenha (original diz chourição)
* 200 g de queijo cheddar (original diz 4 queijos)
* sal & pimenta q.b.
* 1 ovo
* 1 colher de café de alho em pó
* salsa q.b.
* 1/2 cebola

Relativamente a receita original acrescentei a cebola e retirei o pão ralado.

Como fazer? Ou compras a carne picada ou picas em casa: eu usei o meu Tupperware Ralador Master , no qual coloquei a carne, seguido das fatias de paio e fiambre.

À carne picada, acrescentei sal, pimenta, alho em pó, a salsa e cebola picada, ralando o queijo cheddar por cima. Depois, mãos à obra a misturar todos os ingredientes.


Bate um ovo e por fim acrescenta ao preparado de carne, voltando a mexer.

Forma pequenas bolas com as mãos (4 cm) e coloca num tabuleiro untado com azeite.



Leva ao forno pré aquecido a 200 º entre 25 a 35 minutos (também podes fritar, se quiseres).



Serve quentinhas, acompanhadas por uma salada de pepino com molho de iogurte!!!


Devo dizer que ficaram deliciosas e sabem mesmo bem nestes dias mais quentes, acompanhadinhas com uma bela salada!!

Bom apetite!
Ni

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Frango L'Orange

Eu e o Tobias não somos os tipicos casais de almoços de Domingo nos pais. 
A vida não nos permite tal proeza e, honestamente, apesar de os adorarmos, preferimos fins de semana menos rotineiros e sem obrigações familiares.

 Existem aquelas ocasiões especiais em que decidimos tornar-nos um casal como tantos outros (são raras as vezes, mas acontecem) e trocamos o nosso sossego de Domingo por uma mesa farta e rodeada pelos nossos familiares. O Dia do Pai/ Mãe é um desses dias.

Então fica no ar a questão, que almoço vamos nós fazer para recebe-los? O típico assado de domingo? Uma feijoada? Resolvi usar o forno para colocar em prática uma série de pratos novos, sendo que aquele que mais se destaca é o meu Frango Especial, com laranja e mostarda. Vamos lá descobrir como se faz...

O que precisas (para seis pessoas)
* 2 frangos (inteiros ou em metades)
* 2 a 3 laranjas suculentas
* 3 colheres de sopa de mostarda Dijon
* 2 colheres de sopa de mel
* 2 dentes de alho
* 1 cebola grande
* 1 alho francês
* sal & pimenta q.b.
* 1 ramo de tomilho
* 1 malagueta
* azeite q.b.

Primeiro, tempera o frango com sal e pimenta. Reserva.

Segundo, numa taça, colocas o alho finamente picado com a malagueta. Acrescentas a mostarda, o mel e o sumo de 3 laranjas suculentas (mais ou menos 100 ml). Mistura bem.



Tempera o frango com sal e pimenta a gosto, vertendo o preparado anterior sobre o mesmo. Atenção, quando inteiro, lembra-te de temperar o interior. Repousa por 30 minutos num recipiente fechado.



Corta a cebola e o alho francês às rodelas. Pincela o fundo de uma assadeira com azeite e dispõe a cebola e o alho por cima, completando com rodelas de laranja. Coloca o frango e cobre com a marinada do recipiente. Espalha uns ramos de tomilho fresco sobre o frango.

Leva ao forno pré aquecido a 180º durante 50 a 60 minutos. Vai regando com o molho para não ficar seco.

E voilá, eis o nosso Frango L' Orange!

Acompanhei com a Salada de Couve Flor & Brócolos com Molho de Mornay e... surpreendi a famelga com um puré de batata doce (deixo essa receita para a próxima)!!!


Bom fim de semana!

Ni

quinta-feira, 18 de maio de 2017

Bolo de Laranja da Ni


Esta semana olhei para a minha taça da fruta e reparei que a quantidade exorbitante de maçãs que a minha mãe me ofereceu pouco ou quase nada diminuiu. Como também não temos estado por casa ao fim de semana, nem um sumo natural deu para fazer. 
Por isso, mãos à obra e toca a fazer um bolo de pequeno almoço, pouco calórico, com os hidratos de carbono essenciais à primeira refeição do dia e com aquele sabor a laranja que "invadiu" toda a casa.


O que precisas?
* 4 ovos pequenos
* 2 laranjas pequenas
* 2 chávenas de farinha
* 1/2 chávena de açúcar
* 1 colher de sopa de fermento
* 1/2 chávena de óleo
* 3/4 chávena de água 

Lava bem as laranjas e corta-as em pedaços pequenos, com casca e tudo!

Num liquidificador, coloca as laranjas, óleo, água e ovos, triturando tudo muito bem. Reserva.


Na tupperware misturadora, verte o preparado anterior e lentamente acrescenta a farinha peneirada, mexendo com ajuda de uma vara de arames e alternando com o açúcar. Por fim, o fermento.



Forno pré aquecido a 180º por 45 minutos.



Deixa arrefecer, desenforma e prova!!!




Desculpem o "estrago" no bolo, mas usei a minha nova forma da Tupperware em forma de Bola de Futebol, oferecida por uma Chef de Cozinha Amadora (tal como eu)! Mas a verdade é que ainda não acertei no seu uso e "esborracho" os meus bolos! Alguma sugestão?!

Ni

segunda-feira, 15 de maio de 2017

Frango com Tomate & Manjericão

O meu pai, quando consegue cumprir com uma dieta, consegue sugerir uns petiscos bem saudáveis para a família experimentar. Sim, é verdade, aqui o gosto pelas panelas vem de longe e nem os pais escapam a esta tendência de misturar ingredientes e criar novos pratos.

Voltando ao meu pai: um sábado sugeriu uma mini espetada de queijo mozzarela, tomate cherry e uma folha de manjericão. Além de ficar com um aspecto lindissimo, a sabor não fica nada a desejar. Por isso, pegando na sugestão do pai, resolvi fazer uns peitos de frango recheados com esta ervinha maravilhosa!!!

O que precisas?!
* 4 peitos de frango
* 8 fatias de queijo ligth
* folhas de manjericão q.b.
* tomate cherry q.b.
* sal & pimenta

Começa por temperar os peitos de frango com sal e pimenta a gosto. E claro, pincela uma forma com azeite para ir ao forno.

Corta os peitos de frango a meio, no sentido vertical, mas sem separar as metade. Numa das metades, coloca as fatias de queijo, as folhas de manjericão (entre 3 a 4 folhas) e cobre com tomate cherry cortados em metades (6 a 8 metades). Prende com ajuda de palitos as metades, fechando o peito de frango.


Coloca sobre o tabuleiro pincelado com azeite e leva ao forno pré aquecido a 200 º entre 25 a 30 minutos (até estarem dourados).


Retira, serve ainda quente, acompanhado por uma massa al dente ou então uma das saladas de verão (Clica aqui).



Obrigada Papito pela sugestão !!!

Ni

quinta-feira, 11 de maio de 2017

Natas de Café

O pastel de nata deve ser o doce português mais conhecido (e comido) a nível nacional e internacional.
Trata-se de um pequeno bolinho, num "copo" de massa folhada, recheado com um creme adocicado, levemente tostado por cima, que pode ou não ter canela.
Em Lisboa são muita apreciadas e amplamente conhecidas como Pasteis de Belém, enquanto que aqui no Norte apenas nos referimos a elas como Natas.

Ora, a minha mãe adora Natas. Gosta particularmente de umas natas que uma amiga fazia. Tinham um ligeiro travo a café. E como na Páscoa sobraram gemas, resolvi presentear a minha mãe com as minhas Natas de Café.

Não, a receita não é dessa amiga. Não, não a procurei, simplesmente resolvi misturar os ingredientes das tradicionais natas, com aquela quantidade mais que certa de café. Posso dizer que o resultado além de perfeito, demonstrou por si mesmo que nem sempre é possível sobrarem migalhas!!!

Precisas:
* 1 base de massa folhada
* 150 g de açúcar
* 40 g de farinha
* 35 g de farinha Maizena
* 6 gemas
* 500 ml de natas
* 400 ml de água
* 100 ml de café expresso forte (de máquina)

A primeira coisa que resolvi fazer na minha receita de Natas de Café foi diminuir a quantidade exorbitante de açúcar para metade. Todos os outros ingredientes por si só já a tornam doce o suficiente e para mim, este pastel português tem que ser saboroso, fresco e suave.

Como preparamos?! Primeiro, numa panela anti-aderente coloca a água e o açúcar. Deixa ferver aproximadamente 5 a 7 minutos. 
Enquanto isso, numa taça coloca as gemas e as farinhas, mexendo bem com ajuda de uma vara de arames. Quando as farinhas estiverem incorporadas, acrescentas o café e depois as natas. Mistura bem.
Acrescenta este preparado à calda do açúcar, em lume brando, mexendo bem para não colocar e deixar engrossar. Quando tiver formado um creme denso, retira do lume.

Corta a massa folhada em círculos, forrando as forminhas (ou tabuleiro de muffins, como é o meu caso) e estende com os dedos para forrar bem o fundo. Verte com ajuda de uma colher o preparado sobre as formas de massa folhada e leva ao forno, previamente aquecido a 250º, entre 8 a 15 minutos.

Depois é só retirar, deixar arrefecer e saborear.

Eu sirvo-as frias, vindas directamente do frigorífico e polvilhadas com um pouco de canela.


Natas de Café?! Olhem só mais um dos motivos para eu ir correr logo!!!

Ni

segunda-feira, 8 de maio de 2017

Salada de Couve Flor & Brocolos com Molho de Mornay

Oh sim, a receita de hoje parece ser retirada de um daqueles restaurantes com estrelas Michelin. Ora, a minha casa é o meu restaurante privado com mil e uma estrelas Michelin, que como qualquer outro chef de cozinha adapto as minhas receitas, crio outras tantas e procuro aprender umas quantas ainda. 

É neste contexto de aprendizagem (e imensa curiosidade) que adoro os meus livros de culinária (e esta é uma das melhores prendas que me podem oferecer) e como tal, em momentos especiais, lá estou eu a folhear à procura daquele prato perfeito que vai tornar a nossa refeição ainda mais maravilhosa. 

Directamente do livro, Receitas sem Lactose, lá saiu esta belíssima receita de legumes, apta para os intolerantes à lactose e glúten e a melhor noticia de todas, quem está de DIETA também pode "enfardar" à grande este belo acompanhamento. Aqui vai...

Precisas:
* 1 couve flor média
* 1 brócolo médio
* 500 ml de leite sem lactose (ou soja)
* 2 colheres de sopa de natas s/ lactose (ou vegetais)
* 1 colher de sopa de farinha maizena
* sumo de limão
* noz moscada q.b.
* pão branco
* azeite
* 100 g de queijo Cheddar
* chouriço (ou bacon)

Começas por cortar os brócolos e a couve flor, lavando-os de seguida.

Coloca um fio de azeite num recipiente de ir ao forno e leva-o ao forno por 10 minutos (pré aquecido a 180º). Retira, coloca os brócolos e a couve flor, tempera com sal e pimenta a gosto, cobre com uma folha de alumínio e volta a colocar no forno por 15 a 20 minutos.


Passo 2: Preparar o Molho de Mornay
Enquanto isso, coloca um fio de azeite numa panela anti aderente e acrescenta a colher de sopa de maizena. Mexe para não colar ou formar grumos. Retira do quente, acrescenta o leite lentamente, mexendo com a ajuda de uma vara de arames, eliminando todos os grumos.
Volta a colocar no fogão, em lume médio, até levantar fervura (vai mexendo). Acrescenta as natas, tempera com pimenta, sal e noz moscada a gosto, e claro, o queijo Cheddar ralado.

Numa frigideira, coloca o bacon com pão e deixa fritar (na própria gordura).

Retira os legumes do forno, verte o molho por cima, cobre com o bacon e o pão. Leva ao forno por mais 10 a 15 minutos.

Retira e serve quentinho!!! Fica tão booooooooommmmmmmmmmmm!!!!



E a minha mana diz "Eu sei que quando venho aqui almoçar levo sempre comidinha boa para a semana..."

Ni

sexta-feira, 5 de maio de 2017

Tarte de Maçã Extra

An aple a day keeps the doctor away!

Como esta semana nos ofereceram cerca de 5 kg de maçãs biológicas, cá em casa foi preciso pensar o que fazer para escoar o "stock".



Esta receita vai ser um dois e em um: primeiro, uma marmelada de maçã e segunda, a melhor tarte de sempre, com extras maçãs para o "maridão" e mana mais maravilhosos do mundo: os meus!!!

Para a "Marmelada" de Maçã:
* 2 kg de maçãs
* 4 paus de canela
* casca de meio limão
* 200 g de açúcar

É assim, já sabem que cá em casa se corta no açúcar, principalmente porque está comprovado que este vicia (tal como o tabaco) e que os açucares presentes nos alimentos são suficientes para satisfazer as nossas necessidades diárias.

Por isso, descascar, descaroçar e cortar as maças em cubos.
Numa panela, verter as maças, adicionar o açúcar, juntamente com o pau de canela e a casca de limão. Deixar cozinhar em lume médio cerca de 1 hora a 1h 30. Vai mexendo para não colar.
Quando a maçã estiver cozida, a desfazer-se ao toque, retira a casca de limão e os paus de canela.
Coloca em recipientes e...resiste para não comeres quente.

Numa segunda fase, preparei a tarte de maçã
Para a massa:
* 1 e 1/4 de chávenas de farinha
* 1/2 colher de sopa de açúcar
* 8 colheres de sopa de manteiga sem sal
* 1/4 de colher de chá de sal 

Recheio:
* Marmelada de maçã q.b.
* 6 a 8 maçãs com casca
* manteiga s/ sal q.b.
* açucar amarelo & canela q.b.

Vamos fazer a massa!

Numa taça, colocas a farinha, açúcar, sal e a manteiga. Com ajuda de um processador (eu usei as mãos), amassas até misturar todos os ingredientes. Adicionas entre 2 a 3 colheres de sopa de água, até ela ficar consistente.
Embrulhas em película de cozinha (ou colocas num saco de congelação) e leva ao frigorífico por 30 minutos.

Ao fim de 30 minutos, retiras e numa superfície com farinha, estende a massa com a ajuda de um rolo.
Coloca sobre a tua forma e leva ao frigorífico por mais uma hora.



Enquanto a massa repousa, preparas as maças: parte a meio, retira o caroço e corta em fatias finas, sem "desalinhar".

Retira a massa do frigorífico, cobre o fundo com a marmelada de maça e começa a dispor as maças, em leque. Vai preenchendo as falhas com pedaços.
Quando estiver bem recheada, polvilha com açucar e canela q.b, assim como uns mini cubos de manteiga.



Leva ao forno, pré aquecido a 180º, duante 35/ 40 minutos.

Retira e saboreia!!!



Always aples, always happy!!!


Ni